Tecnologia touchscreen mais barata pode beneficiar mercado

Tecnologia criada pelo Frauhofer Institute usa nanotubos de carbono e outros polímeros comuns para reduzir o preço do produto final

Uma nova tecnologia desenvolvida pelo instituto alemão Frauhofer pode permitir a construção de telas sensíveis ao toque mais baratas do que as disponíveis hoje no mercado, segundo o IT News. Atualmente, os displays são feitos através de uma combinação de lâminas finas de eletrodos sob uma superfície de óxido de indio-estanho (ITO), material que tem um suprimento instável.

O novo touchscreen usa uma mistura de nanotubos de carbono e polímeros condutores de baixo custo, o que torna o produto final bem mais barato e dependente de fontes de matéria-prima renovávei, diferente do ITO.

A única preocupação do grupo era de que ox nanotubos de carbono tivessem uma resistência elétrica maior que o ITO, o que prejudicaria a sensibilidade ao toque da tela, mas os pesquisadores afirmaram que o produto final tem qualidade similar ao produzido atualmente.

O Instituto deve apresentar a tecnologia ao público em um evento de Nanotecnologia, que acontece em fevereiro, em Tóquio.

fonte: Tecnologia touchscreen mais barata pode beneficiar mercado