Segredos para o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Segredos para o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Eu aprendi a importância de conseguir um balanço entre a vida pessoal e profissional há 30 anos. Na época, eu tinha apenas quatro meses de trabalho em uma empresa farmacêutica quando marquei a data do meu casamento. Eu sabia que por conta disso precisaria de alguns dias de folga para a lua de mel, mas meu gestor me assegurou que tratava-se de uma ocasião para a qual ele abriria uma exceção.

Da minha parte, eu estava apreensivo para terminar o que tinha de entregar para a companhia. E as coisas iam bem, até que meu chefe avisou – apenas alguns dias antes do casamento – que o diretor rejeitou nosso arcordo de que eu teria uma folga. Aparentemente, ele considerava que era muito cedo para me dar esse tipo de privilégio.

O que eu fiz? Me casei e preparei minha demissão para a volta da lua de mel. Na entrevista de desligamento, fui honesto sobre o motivo da minha decisão. Mas a experiência influenciou a forma de pensar meu equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Algo que nunca tinha feito. Mais do que isso, me despertou a sensibilidade para buscar esse balanço também em minha equipe. Aqui seguem alguns caminhos que adotei:

Tenha um substituto. Em minha equipe, eu asseguro que todos tenham tempo para eventos familiares. Para isso, garanto que alguém pode assumir as funções de outro temporariamente, para o caso da necessidade das pessoas se ausentarem do trabalho, sem que isso afete os resultados.

Trabalhe com um calendário híbrido. Mantenho apenas uma agenda com todos os compromissos profissionais e pessoais. Isso assegura que eu não deixe de lado questões como o aniversário de amigos.

Seja flexível. Hoje trabalho em uma empresa da velha economia. Tudo é baseado em uma hierarquia. Mas no meu departamento nós não seguimos as regras. Deixo que as pessoas trabalhem de acordo com suas necessidades.
Por exemplo, só profissionais em posição hierárquica de destaque podem acessar a rede da companhia remotamente. Mas como no caso da TI até os estagiários precisam ajudar a monitorar os servidores 100% do tempo, eles precisam ter acesso liberado de casa e eu ofereço para eles um cartão, a partir do qual eles utilizam a banda larga de forma remota.

Nós ainda fazemos os ajustes necessários – o que não é comum –para o caso dos profissionais que trabalham de casa, mas suas famílias ou filhos precisam de atenção. Isso, na minha opinião, faz aumentar a produtividade do meu time. E, provavelmente, a situação deve ser replicada para outros departamentos.

Crie um ambiente de envolvimento. Na minha equipe não existe a possibilidade de que um profissional aponte o dedo para o outro. Criamos um ambiente de entendimento e cooperação, no qual existe um prazer de trabalhar juntos e todos sabem que precisam confiar uns nos outros.

Invista na qualidade do tempo. Acredito que não é a quantidade do tempo e, sim, a qualidade que importa. Assim, eu me obrigo a compartilhar pelo menos uma refeição com minha família. Também tento chegar cedo em casa e fico o mínimo de tempo possível sentado em frente à TV. Mais do que tudo, faço questão de não levar trabalho para casa.

Fonte: Segredos para o equilíbrio entre vida pessoal e profissional