Opera: usuários fiéis

Ponto-chave do navegador é a redução de trabalho para quem tem conexão ou computadores lentos

Embora o Opera comande apenas uma pequena parcela do mercado de navegadores, seus usuários são extremamente fiéis. Não é difícil entender porque: ele é rápido, enxuto, eficiente e traz todas essas funções maravilhosas que faz com que os olhinhos de seus usuários brilhem.

Uma característica chave do Opera é o tanto de trabalho que ele reduz para quem tem conexão ou computadores lentos. Eles são alguns dos grandes fãs do Opera e cada versão do navegador traz algo novo e atraente para eles. Um exemplo: a função Turbo, que permite que você redirecione um site que exige banda larga pelo servidor de proxy do Opera e tenha um site-amostra para navegação mais rápida. Isso diminui a qualidade das imagens, mas também te dá a opção de recarregar as imagens em alta resolução.

Quando você abre o Opera sem estar em uma página web, você é levado para o menu Speed Dial, onde nove dos sites mais visitados são organizados e exibidos em forma de miniatura. O Chrome e o Safari têm a mesma função, mas eu acredito que o Opera a implementou antes, assim como foi um dos primeiros a implementar navegação por abas.

Quando você está navegando em uma página, a barra de endereço te dá uma ideia detalhada do processo de carregamento. Essa é uma boa maneira de saber se tem algum item impedindo o carregamento da página.

O gerenciador de favoritos também tem várias boas funções, como a busca global, seja por meio dos favoritos ou inserindo na barra de endereço; não existem tags nos favoritos, como no Firefox, mas os sites favoritos podem receber apelidos curtos que aparecem na lista de seleção rápida na barra de endereço. Também é possível organizar e dividir essa lista de várias maneiras, além das tradicionais ordem-alfabética e ordem de escolha.

E também tem muitas funções menores. Por padrão, ele confina os pop-ups à mesma aba da página que os invoca, o que impede que novas janelas sejam abertas – é bom se o site que você visita faz bom uso dos pop-ups.

O suporte interno para BitTorrent significa que você também não precisa de aplicativos separados para downloads. E a coleção de widgets do Opera se expande para a funcionalidade central dos programas de várias maneiras. O meu favorito: o gadget do Google Translator, que vem a calhar quando navego em sites internacionais.

Finalmente, o Opera 10 foi liberado em versão beta e pode ser instalado lado a lado com a versão 9.

fonte: Opera: usuários fiéis