Nuvem impulsiona vendas de data centers pré-fabricados

O crescimento da computação em nuvem está fazendo prestadores de serviços e fornecedores de aplicações baseadas em internet pensarem além das construções em caixas tradicionais para acompanhar a demanda por data centers pré-fabricados.

Conforme publicado na última terça-feira (19) no Wall Street Journal, as gigantes Hewlett-Packard, Dell e eBay estão adotando este tipo de data centers não só por serem construídos mais rapidamente, mas também por custarem muito menos que aqueles feitos do zero. Segundo o jornal, a Dell pretende construir 10 novos data centers desse tipo, e o eBay quer o modelo em seus centros de dados em Phoenix, EUA.

A pré-fabricação permite, em alguns casos, que a construção de data centers passe de cerca de dois anos para apenas 16 meses.

O que conduz à necessidade de data centers pré-fabricados e equipamentos para transporte de dados é a ascensão da computação em nuvem e da virtualização. Em 2012, o Gartner prevê que o mercado de serviços em cloud cresça para US$ 102,1 bilhões em 2012, bem acima dos US$ 68,3 bilhões registrados em 2010.

Mas esta tendência não será conduzida apenas por empresas de aplicativos na internet. Provedores de serviços tradicionais também estão expandindo seus data centers e capacidade de computação em nuvem para compensar a queda constante das receitas de serviços de voz em seus negócios de telefonia fixa.

Alguns exemplos dessa tendência incluem a Verizon, que fechou um acordo para adquirir a provedora de data centers Terremark, e a Windstream, que comprou a Hosted Solutions.

 

fonte: Nuvem impulsiona vendas de data centers pré-fabricados