Ministério prepara censo para medir carência de mão de obra em tecnologia

Objetivo é, a partir do levantamento, criar políticas específicas para capacitação profissional

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) quer realizar um levantamento com o intuito de medir a carência de mão de obra qualificada na área tecnológica. A informação foi divulgada pela Agência Brasil, que disse ter obtido a informação a partir de fontes próximas ao ministério.

O projeto nasceu de uma reunião realizada, na última terça-feira (25/1), entre o secretário de Comércio e Serviços do Mdic, Humberto Ribeiro, com o presidente Confea (Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia), Marcos Túlio de Melo. O centro das discussões foi buscar formas de fazer com que a falta de mão de obra qualificada não comprometa o crescimento do Brasil e os investimentos necessários para que o País sedie os Jogos Olímpicos, a Copa do Mundo e explore o pré-sal.

A partir do levantamento sobre a mão de obra disponível no mercado, as entidades pretendem criar políticas específicas de capacitação profissional. E, em um segundo momento, o censo ajudará a desenvolver cursos específicos para o setor.

O presidente do Confea admitiu, no entanto, que parte das vagas em aberto hoje devem ser ocupadas por profissionais de outros países. “De 2006 para cá, dobrou o número de engenheiros formados no Brasil, mas essa mão de obra não é especializada. A demanda é qualitativa, não quantitativa”, destacou Melo à Agência Brasil.

Intercâmbio profissional

Também segundo o presidente do Confea, existe uma disposição de facilitar a entrada de profissionais estrangeiros no País, desde que haja reciprocidade, ou seja, que brasileiros possam trabalhar no exterior no futuro.

O Confea apontou que, em 2010, triplicou o número de pedidos de registros de profissionais com diploma em outros países para atuar no Brasil. Segundo a entidade, no ano foram aberto 400 processos, contra uma média anual de 115, em outros períodos.

Os dados confirmam também a percepção de uma pesquisa da Dasein, divulgada na última sexta-feira (28/1), apontando que o Brasil representa hoje um pólo de atração para profissionais de todo o mundo.

fonte: Ministério prepara censo para medir carência de mão de obra em tecnologia