Mãos na massa

Mesmo com os conceitos de inovação e criatividade nos negócios crescendo a cada dia no ambiente corporativo, mais da metade dos profissionais brasileiros tendem a valorizar apenas a entrega de resultados. Segundo pesquisa da consultoria Fellipelli, realizada com 700 profissionais em todo o país, 58% dos entrevistados se preocupam mais com a realização dos produtos e serviços demandados.

O levantamento é resultado da aplicação do instrumento TMP (Team Management Profile), que identifica os papéis preferidos dos indivíduos no desempenho das funções de trabalho. Ao todo, a ferramenta identifica oito papéis principais: consultoria, inovação, promoção, desenvolvimento, organização, produção, inspeção e manutenção.

Enquanto os papéis produção (24%) e organização (34%) somam os 58% dos entrevistados, apenas 9% dos profissionais são abertos a novas idéias e procuram inovar as operações. Esse grupo é representado pelos perfis consultoria (3%) e inovação (6%).

Diferentemente dos tipos predominantes, há poucos profissionais orientados para questões humanas e para o impacto social das decisões, característicos dos perfis manutenção (2%), consultoria (3%) e inspeção (4%).

“É importante ressaltar que a competitividade do mercado tende a influenciar fortemente os ambientes corporativos, orientados para resultados e, desta forma, valorizam profissionais com alta capacidade de realização. Como conseqüência, há poucos profissionais dedicados a questões internas, que geram impacto nos resultados apenas de maneira indireta”, analisa Ricardo Rabello, diretor da área de avaliação e diagnósticos da Fellipelli.

As funções de trabalho são avaliadas da seguinte forma:

Manutenção: define, implementa, comunica e reforça a prática de: propósito, compromisso, princípios, visão, responsabilidade social, políticas e valores da organização.

Consultoria: Coleta informações, avalia, entende, aberto a novas idéias, define e pergunta as questões adequadas.

Inovação: Diverge, avalia possibilidades, apóia mudanças, inova, desafia o “status quo”, conecta idéias com necessidades e necessidades com idéias.

Promoção: Influencia, convence, explica, impressiona, identifica aliados, vende internamente e externamente e constrói a imagem.

Desenvolvimento: Testa, analisa, converge informações, identifica valor, define riscos e avalia recursos.

Organização: Estrutura, planeja, agenda, mapeia, estabelece sistemas e processos e gerencia recursos.

Produção: Implementa, operacionaliza, finaliza, realiza, garante eficácia e eficiência.

– Inspeção: Especifica, define indicadores de sucesso, pratica “feedback”, confere, assegura qualidade, garante lealdade aos padrões de eficiência e faz auditoria.

fonte: Mãos na massa