Hardware renascerá com Windows 8, prevê Microsoft

Companhia ainda garante que Windows Phone 8 está pronto para mercado corporativo e completará leque para integração multidispositivo

O  cenário de computadores pessoais passou um longo tempo sonolento, quase adormecido. Sem grandes inovações, o ritmo de novidades vinha lento e tratava sutilmente questões de capacidade de processamento/armazenamento e design. Isso mudou. O mundo do hardware acordou puxado por novidades que chacoalharam fabricantes apegados ao ambiente até então estável. Empresas precisaram se mover.

“Nos últimos anos o mundo de hardware não mudou. Mas, nos últimos 12 meses, tivemos um grande avanço. E, algo grande veio com os ultrabooks”, julga Jon Roskill, vice-presidente corporativo de vendas e marketing da Microsoft. Sem mencionar a revolução ocasionada a partir do advento dos tablets e smartphones – segmentos onde a empresa do executivo estava fora ou amargava participação apenas tímida – ele emendou: “O Windows 8 será uma segunda onda nesse processo”.

Na visão do VP, a chegada da nova versão do sistema operacional trará uma nova energia ao mercado de computadores pessoais que “passará por um período de renascimento”, disse. O trabalho da Microsoft, visivelmente entusiasmada com o produto, reside em ajudar nesse processo. Para tanto, a companhia colocou o Windows 8 no núcleo de seus esforços, seja para computadores de mesa, seja para laptops e seja para telefones.

A ideia é prover uma experiência completa multidispositivo. Isso se percebe de maneira bastante clara no discurso de Thom Gruhler, vice-presidente corporativo da divisão de Windows Phone. Em suas palavras, há uma inclinação forte nesse sentido, tornando a versão a versão a plataforma mais integrada dentro da família de produtos Microsoft.

Pronto para os negócios


Durante sua apresentação no World Partner Conference (WPC 2012), realizada no Canadá, o executivo responsável pelo sistema móvel da gigante do software enfatizou que o Windows Phone 8 encontra-se pronto para o mercado corporativo. “Continuamos construindo integrações para prover grandes experiências corporativas e uma plataforma segura”, acrescentou, embasando sua posição com uma pesquisa interna que mostra grande interesse dos CIOs por dispositivos com a tecnologia.

Gruhler apresentou funcionalidades como a capacidade de controle e acesso a aplicações móveis em ambiente empresarial. Mas, o que realmente animou a plateia de parceiros e funcionários Microsoft, foi a capacidade trazida por uma atualização do SO que permite personalizar a exposição, disposição e tamanho dos “tiles” (como são chamados os ícones). “Mas não paramos aqui, continuaremos levando novas funções e funcionalidades para liderar o mundo móvel”, adicionou, dizendo que ainda falta conhecimento do sistema por parte dos usuários “e esse é um problema que teremos que resolver”, disse.

De acordo com o VP, o Phone oferece agilidade e facilidade para desenvolver aplicações a partir do Visual Studio. De fato, o conteúdo da app store sempre se mostrou um ponto crítico para quem competir no jogo contra concorrentes de peso como Google e Apple. A Microsoft calcula que o sistema operacional ultrapassou a marca de 100 mil aplicativos disponíveis. Atualmente Nokia, HTC, Samsung e Huawei são parceiros de hardware da tecnologia.

 

fonte:Hardware renascerá com Windows 8, prevê Microsoft