Falta de mão-de-obra qualificada prejudica setor de data center

Apesar de ter sentido os efeitos da retração, em decorrência da crise financeira, o mercado mundial de data center viveu uma situação inusitada: a escassez de mão-de-obra.

Pesquisa realizada pela Symantec, fornecedora de software de segurança, revela que 50% das empresas do setor declararam ter enfrentado dificuldade para atender as necessidades das empresas por causa da falta mão-de-obra qualificada. Além disso, 76% delas contam que ainda não preencheram as vagas que tinham em 2008.

Na comparação entre 2008 e 2009, a proporção de empresas satisfeitas com o número de funcionários caiu de 56% para 45%, globalmente. Na América Latina, representada no estudo apenas por Brasil e México, o estudo mostra que mais da metade das companhias se mostraram insatisfeitas com a qualificação dos profissionais da área, sendo que 90% continuam com as mesmas vagas em aberto.

A pesquisa, porém, não faz análises comparativas com edição anterior, mas inclui, pela primeira vez, a América Latina de forma separada.

O relatório da pesquisa aponta que as principais tendências, tanto para o mercado mundial quanto para o latinoamericano de data center são segurança da informação, backup e deduplicação de dados, que consiste em reduzir o número de informações duplicadas nos downloads de atualizações.

No mercado mundial, segurança foi apontada por 83% das companhias como prioridade para este ano, enquanto backup e deduplicação por 79% e 76%, respectivamente. Na América Latina, 83% apontaram segurança, 82% backup e 73% deduplicação de dados.

fonte: Falta de mão-de-obra qualificada prejudica setor de data center.