E-commerce sem sustos

A confiança do consumidor brasileiro no comércio eletrônico tem crescido e, com isso, as vendas das lojas virtuais também aumentam. De acordo com a consultoria e-bit, o Índice de Confiança do e-consumidor, indicador criado em parceria com o Movimento Internet Segura, atingiu 86,3% no mês de abril. Já as vendas pela internet, também segundo a e-bit, somaram R$ 2,9 bilhões no primeiro trimestre deste ano, valor que representa um aumento de 24,6% em relação ao mesmo período de 2008.

Apesar desses números animadores, é bom ficar atento. A internet esconde ameaças que podem causar prejuízos aos consumidores virtuais. No Brasil, os riscos mais comuns estão em sites falsos (que, em geral, vendem produtos a preços muito abaixo do mercado), na comercialização de produtos contrabandeados, ou com importação fraudulenta (a embalagem indica um produto mas, na verdade, contém outro diferente).

Para evitar transtornos como esses, a Eletrônica Santana preparou uma lista com sete dicas que podem garantir mais segurança ao consumidor na hora de fazer suas compras pela internet e, com isso, manter a confiança no comércio eletrônico. Estas são as recomendações:

1 – Procure saber se a loja virtual também possui loja física, com endereço, telefone para contato e e-mail.

2 – Verifique se o site é seguro e conhecido de outras pessoas (informações em fóruns e na própria internet podem ajudar).

3 – Confira se a loja possui certificados de segurança, como VeriSign, InternetSegura, Unicert, FControl, entre outros.

4 – Duvide de preços muito baixos, fora do padrão praticado por outras lojas virtuais.

5 – Imprima sempre os comprovantes de compra, com o número da transação e a confirmação do pedido.

6 – Leia todos os termos do contrato, antes de finalizar a transação. Isso evita problemas futuros em relação a trocas e devolução do dinheiro, no caso de arrependimento.

7 – Em hipótese nenhuma, confirme seus dados pessoais por e-mail (muitos golpes são originados dessa maneira).

fonte: E-commerce sem sustos.