A cada 14 downloads, um é malware

125 mil ameaças são computadas por dia

Todos os dias, 125 mil ameaças de malwares são computadas e 350 mil exploits são bloqueados, segundo dados da Kaspersky. Além disso, em janeiro deste ano, a database possuía 67 milhões arquivos maliciosos, sendo que no mesmo período de 2011 esse número era de 50 milhões. A pesquisa diz, também, que a cada 14 downloads, 1 é malware.

Em segurança da informação, exploit é umprograma de computador, uma porção de dados ou uma sequência de comandos que se aproveita das vulnerabilidades de um sistema computacional– como o próprio sistema operativo ou serviços de interação de protocolos como os servidores Web.

De acordo com Fabio Assolini, malware researches global research and analysis team da Kaspersky, poucos códigos maliciosos possuem VME (Virtual Machine Escape) que exploram falhas do software para infectar o host.

Alguns códigos não se instalam em ambientes virtualizados, para impedir que haja análise. Porém, vários têm facilidade de disseminação em redes corporativas, mesmo em ambientes virtualizados.

Para o executivo, existem três opções para a segurança. A primeira, que segudo ele não deve estar em questão, é não proteger os dispositivos. A segunda é denominada Agente-based e consistui-se em cada virtualização ter uma diferente solução. E a chamada Agentless, que possui proteção centralizada na rede.

Hoje, o malware que mais infecta é um worm de rede, seguido em segundo e terceiro lugar por file infecton (infecta documentos legítimos), de acordo com o profissional.

fonte:A cada 14 downloads, um é malware