5 novas tendências em evolução, com foco na CES 2012

Compre um smartphone hoje e ele estará fora de moda amanhã

Compre um smartphone hoje e ele estará fora de moda amanhã. É com essa rapidez que o mercado de smartphones muda. Novos modelos são anunciados em uma taxa absurda e a Consumer Electronics Shows (CES), que será realizada entre 10 e 13 de janeiro, em Las Vegas (EUA), e com ela chega outro ciclo de novos dispositivos.

Vimos em 2011 os dispositivos irem do single-core para o dual-core, a aceitação de telas maiores do que 4,7 polegadas, a chegada das telas HD e o aumento de aparelhos com capacidade 4G. Também vimos o (quase) fim dos celulares comuns e a explosão de apps. Aqui estão as cinco tendências:

Reinado dual-core

Um dos primeiros smartphones a ser lançado com dois núcleos foi o Motorola Atrix. Foi anunciado durante o CES de janeiro de 2011. Agora, a maioria dos smartphones de ponta são lançados com dual-core. O avanço dos processadores de 1GHz single-core para processadores 1GHz dual-core e até mesmo com 1,5GHz foi rápido. Esses processadores – fornecidos por empresas com a AMD, Broadcom, Nvidia, Qualcomm e Texas Instruments – levaram à melhoria de desempenho e levaram aos recursos nos quais agora nos apoiamos.

Os chips dual-core são a razão de termos telas HD de 4,7 polegadas em nossos smartphones, que executam jogos 3D e capturam vídeos 3D em alta definição enquanto economizam energia, fazendo com que, mesmo com o uso de todos os recursos, os dispositivos ainda durem o dia todo. Conforme mais plataformas e aplicativos usarem o dual-core, as capacidades de nossos smartphones vão se tornar melhores.

Telas HD

Quando a Apple apresentou o iPhone, original em 2007, as pessoas ficaram chocadas com o tamanho da tela, de 3,5 polegadas. Era enorme. Cinco anos depois, a Apple não aumentou o tamanho da sua tela, mas todo o resto dos fabricantes sim.

Apesar de muitos smartphones terem sido lançados com telas maiores do que 4 polegadas em 2019, isso não se tornou norma até 2011. Agora, a maioria dos smartphones é lançada com telas de 4.0 ou 4.7 polegadas. Apenas os modelos mais baratos têm telas menores.

Além do tamanho, as telas agora são HD. Apesar do iPhone 4 ter estimulado as telas de alta resolução, os fabricantes de smartphones Android fizeram disso a missão de suas vidas, para sobrepujar uns aos outros. Vários smartphones HD (540ps por 960 px) foram anunciados na CES de janeiro de 2011. Esse ano, espera-se que a maioria inclua HD de 1280 px por 720 px. Esses números irão aumentar? Difícil dizer, mas é possível divisar uma nova sub-categoria no horizonte: os phablets (smartphones + tablets).

 

Outro “G”, por favor

Todas as quatro grandes operadoras dos Estados Unidos realizaram sua missão em avançar suas redes e lançar dispositivos no mercado em 2011. Agora o 4G está lançado, 2012 deve satisfazer todos os gostos conforme a tecnologia amadurece. No Brasil, a evolução desta tecnologia ainda levará um tempo. A Sky anunciou em 13 de dezembro sua entrada no segmento de serviços de provimento de acesso de banda larga no Brasil, com o lançamento do Sky Banda Larga. A companhia utilizará a tecnologia TD-LTE (Time Division Duplex Long Term Evolution), conhecida como 4G.

 

Milhões (e bilhões) de aplicativos

A Apple deu o pontapé na loucura do app em 2008, quando lançou a iPhone App Store. Chegamos a 2011 e há um milhão de aplicativos ativos para smartphones entre as lojas iPhone App Store e Android Market. A balança ainda está a favor da Apple, quanto à quantidade de aplicativos, download e receita.

O Google anunciou em dezembro que os usuários de dispositivo Android baixaram 10 bilhões de apps. Em julho, a Apple anunciou que os usuários de dispositivos iOS baixaram 15 bilhões de apps. As duas empresas lideram o mercado de app, com centenas de milhares de aplicativos a frente de seus competidores – e isso não deve mudar.

 

Diminuição de plataformas

No começo de 2011, havia seis grandes plataformas para smartphones ativas no mercado, incluindo o Android, BlackBerry SO, iOS, Symbian, webOS e Windows Phone. O webOS não sobreviveu. O Symbian também não. Apesar de a Nokia continuar atualizando a plataforma, trocou seu sistema operacional pelo Windows Phone.

Com a chegada de 2012, temos quatro competidores. BlackBerry está por um fio. 2012 terá ainda mais desistentes?

 

fonte:5 novas tendências em evolução, com foco na CES 2012